INSCRIÇÕES ABERTAS!

blog

COMUNICAÇÃO: UCSAL ESTREIA NO TIK TOK COM VÍDEO SOBRE ESTUDANTES QUE FORAM À NASA APRESENTAR PROJETO INOVADOR

Presença nas redes sociais amplia canais de transparência da universidade.

A Universidade Católica do Salvador acaba de estrear no Tik Tok, a plataforma de vídeos mais vista no mundo. A novidade é mais uma das ações  da instituição  para ampliar seus canais de comunicação e transparência com  a sociedade.  No vídeo de estreia, o perfil @catolicadosalvador no Tik Tok traz imagens da comitiva da UCSAL que foi à Washington (DC)  e a Boston (MA) na semana passada, levando os estudantes que venceram competição mundial de soluções inovadoras promovida pela agência espacial americana.

Os acadêmicos da UCSAL Ramon Almeida, estudante de Engenharia Química, e Thiago Barbosa, recém-formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; partiram na semana passada  para os Estados Unidos. Acompanhados  de colegas da Universidade Federal da Bahia ((Antônio Rocha, Genilson Brito  e Pedro Dantas) e dos professores mentores Fernando Guerra (UCSAL)  e Isabel Sartori (UFBA), eles foram apresentar na sede da NASA, em Washington (DC), o projeto “Ocean Ride”, com o qual venceram o International Space Apps Challenge, hackathon que envolve ao redor do mundo desde 2012, milhares de participantes que usam os dados abertos da NASA em busca de soluções inovadoras para desafios na Terra e no Espaço. Durante a viagem aos EUA, a comitiva também visitou Boston, em Massachusetts.

“Grande Sacada”

A grande sacada da equipe formada por estudantes da UCSA e da UFBA foi propor a criação de um sistema inovador de coleta de microplástico nos oceanos para despoluição dos mares e preservação da vida marinha. Trata-se do “OCEAN RIDE” (“PASSEIO NO OCEANO” em tradução direta). O “Ocean Ride”  é um sistema de coleta de partículas de plástico que funciona de maneira diferente dos outros. Os estudantes da UCSAL e os colegas da UFBA foram engenhosos. Eles criaram um objeto  de coleta (limpeza)   acoplável a qualquer embarcação. Assim , no “passeio no oceano”, todo e qualquer embarcação poderia fazer a coleta de detritos plásticos. Além disso, o projeto também prevê a instalação de   plataformas fixas estrategicamente posicionadas nas áreas de correntes marítimas onde tem há o  maior fluxo dos materiais poluidores. O  sistema usa o princípio do gerador “Van Der Graff “para atrair o microplástico por meio de uma corrente eletrostática e armazená-lo  dentro de um recipiente.

Accessibility